Anuncie aqui



separador amf studio

Chá vermelho: a bebida da vez

Chá VermelhoDepois do chá verde e branco, agora é a vez do chá vermelho ganhar fama com a promessa de fornecer muito mais benefícios para a saúde e beleza.

Da mesma planta, a Camellia sinensis, o chá vermelho, também conhecido como Pu-erh, é o mais apreciado de todos os chás da China, sendo catalogado em função da qualidade das folhas e ano de produção, assim como os vinhos.

Ele é na verdade uma derivação do chá verde que adquire determinadas características após passar por alta fermentação. Originalmente, suas folhas são comprimidas e armazenadas em barris, em condições especiais. Esse processo de maturação pode durar até 60 anos, mas já foram desenvolvidas técnicas que diminuem o tempo de maturação, fazendo com que o seu preço não seja tão elevado.

Diferentemente do chá verde, que é amargo, e do branco, adocicado, o chá vermelho é mais forte, mas não tão amargo.

Ele está sendo conhecido como "devorador de gorduras", pois acelera o metabolismo do fígado, isso faz com que o corpo queime as gorduras ao invés de armazená-las, sendo um aliado para quem deseja eliminar peso.

Mas vale ressaltar que esse fato ainda não tem comprovação científica. Nenhum estudo foi realizado para comprovar a relação entre o consumo regular de chá vermelho e a redução de peso.

Sabe-se que, assim como o chá branco e o verde, o chá vermelho contém polifenóis e flavonóides (como a catequina), componentes com poderosa capacidade antioxidante que ajudam a proteger as células do corpo contra a ação dos radicais livres. Além disso, eles diminuem os riscos de doenças cardiovasculares e do sistema nervoso, alguns tipos de câncer, retardam o envelhecimento e auxiliam na redução dos níveis de colesterol e triglicérides. Também é fonte das vitaminas C, K, B1 e B2.

De modo geral, o consumo de chás não tem contra-indicação, mas com o chá vermelho é diferente, se consumido em excesso pode causar: insônia, aumentar a ansiedade, os sintomas da TPM e a possibilidade de cálculos renais, devido ao alto teor de oxalatos.

Pessoas com hipertensão arterial e mulheres grávidas também devem ficar atentas ao seu consumo, não consumindo mais de 1 xícara por dia.

Na minha opinião, assim como o chá verde e o branco, o chá vermelho pode ser consumido com moderação e fazer parte do seu cardápio diário. Mas para o propósito de eliminar peso é importante que tenha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas regularmente. Ele pode até te ajudar, mas ele sozinho, não fará com que abaixe o ponteiro da balança.

Por:
Camila Rebouças de Castro
Nutricionista - CRN-3 14.112
Fonte: MaisEquilíbrio http://maisequilibrio.terra.com.br/cha-vermelho-a-bebida-da-vez-2-1-1-123.html

separador amf studio

13 motivos para consumir chia, a semente da vez

Ela está lotada de ômega-3, cálcio, fibras, ferro e diversos outros nutrientes

Por Carolina Gonçalves - publicado em 21/10/2011


semente chiaNovidade nas prateleiras brasileiras, a chia, uma semente encontrada no sul do México, está prometendo um caminhão de vantagens para a saúde. Riquíssima em uma série de nutrientes, o grão também pode ser um grande aliado da dieta.

Ela está disponível no mercado de três formas: óleo, farinha e grão inteiro. O óleo pode ser usado como temperos de saladas e pratos em geral, e a farinha ou o grão podem ser adicionados em iogurtes, vitaminas, tortas, bolos, saladas, sucos, entre outras receitas.

"A porção diária recomendada é de 25 gramas, o equivalente a uma colher de sobremesa", diz a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional. Caso você passe um pouco dessa recomendação, não há grandes problemas, mas é importante não exagerar e manter sempre a dieta equilibrada, pois a chia é um tanto calórica - são 164 calorias por porção da semente. Confira tudo o que essa colherzinha diária pode fazer pela sua saúde! 

Efeito tira-fome
A semente de chia é rica em fibras tanto solúveis quanto insolúveis. A nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional, conta que essas fibras ajudam a regular o trânsito intestinal, evitando ou tratando a prisão de ventre, por exemplo. Enquanto a aveia possui 9,1g de fibras a cada 100g do grão, a chia tem 13,6g de fibra. "Ela também proporciona mais saciedade, pois em contato com líquido no interior do estômago forma uma espécie de 'gel' que dilata o estômago, ajudando também no emagrecimento", explica. 

coração - foto Getty Images

Ômega-3, o amigo do coração
É, sem dúvida, o carro-chefe nutricional da chia. A porção de semente de chia tem nada menos que 400% da nossa necessidade diária de ômega-3. É claro que quando pensamos em ômega-3, logo nos lembramos de peixes, principalmente o salmão, que é muito rico desse nutriente. Porém, de acordo com as nutricionistas, 100 gramas da semente de chia têm oito vezes mais ômega-3 que um pedaço médio de salmão.

De acordo com a nutricionista Roseli Rossi, esta gordura do bem é responsável por afastar de perto as doenças cardiovasculares. Ela reduz a formação de coágulos sanguíneos e arritmias, diminui o colesterol circulante no sangue e também aumenta a sensibilidade à insulina. "Além disso, o ômega-3 ajuda na regulação da pressão dos vasos sanguíneos uma vez que aumenta a fluidez sanguínea, evitando assim, o aumento da pressão arterial", completa a nutricionista.

Além de todos esses benefícios, o ômega-3 é importante para fortalecer o sistema neurológico, além de evitar depressão e aumentar a absorção de nutrientes. 

idoso se exercitando - foto Getty Images

Mais cálcio que o leite
Essa é para os intolerantes à lactose e precisam de uma fonte de cálcio segura - segundo a nutricionista Vivian Goldberger, do Emagrecentro, 100 gramas da semente de chia (equivalente a sete colheres de sopa) tem seis vezes mais cálcio que meio copo de leite integral - que tem em média 246 mg do nutriente. "O cálcio presente na chia ajuda na formação da massa óssea, evitando a osteoporose", explica a nutricionista Roseli Rossi. Uma porção de semente de chia (25 gramas) tem cerca de 21% das nossas necessidade diárias de cálcio. 

espinafre - foto Getty Images

Mais ferro que o espinafre
Uma ótima notícia para quem torce o nariz para espinafre e outros vegetais ricos em ferro, ou mesmo sofre de anemia ferropriva - necessitando, portanto, ingerir boas fontes de ferro. De acordo com a nutricionista Vivian Goldberger, 100 gramas da semente de chia oferecem três vezes mais ferro que a mesma quantidade de espinafre, por exemplo. Para ilustrar melhor: uma porção da semente tem 67.8% das nossas necessidades diárias em ferro.  

músculos - foto Getty Images

Proteínas para os músculos
Ótima para quem faz atividade física e precisa de uma boa fonte de proteínas para a reconstrução muscular, 100 gramas da semente de chia carregam 16g de proteína em sua composição. "Enquanto em 100 gramas de arroz integral cru há 8 gramas de proteína e no milho verde cozido há 3 gramas, por exemplo", conta a nutricionista Roseli Rossi. A vantagem da superdose é que a semente ajuda na manutenção de massa muscular, fornece mais energia para as células nervosas e ainda pode complementar as necessidades proteicas - uma porção da semente de chia tem 8.6% das nossas necessidades diárias nesse nutriente. 

mulher pensando - foto Getty Images

Carrega magnésio
Essencial para o pleno funcionamento do nosso cérebro e ligações cognitivas, o magnésio também está muito presente na semente de chia. "Em comparação com 100 gramas de brócolis, a semente de chia tem 15 vezes mais magnésio", conta a nutricionista Vivian Goldberger. A porção possui 27.9% das nossas necessidades diárias desse nutriente.

vitamina a - foto Getty Images

Vitamina A para os olhos
A porção diária da semente de chia possui cerca de 20% das nossas necessidades dessa vitamina. "Ela melhora sistema imunológico e protege a pele e os olhos contra o processo de envelhecimento", conta a nutricionista Roseli Rossi. 

alongamento - Foto Getty Images

Potássio contra câimbras
Esse nutriente tem grande participação na ação muscular, sendo essencial para quem pratica exercícios físicos todos os dias. De acordo com as nutricionistas, 100 gramas da semente de chia têm duas vezes mais potássio que duas bananas grandes. Nesse caso você pode até consumir a dupla junto, garantindo potássio de sobra para a atividade física. Uma porção de chia tem 6.4% das nossas necessidades diárias de potássio. 

meditando - foto Getty Images

Vitaminas do Complexo B
A semente de chia também possui em sua composição a niacina, a tiamina e a riboflavina, todas vitaminas do complexo B. Elas são fundamentais para o pleno funcionamento do nosso sistema nervoso, além de auxiliar no metabolismo das nossas células, fazendo com que nosso organismo todo funcione melhor. A porção da semente tem 13% das necessidades diárias de niacina, 4.6% das de riboflavina e 30% das de tiamina. 

idosos - foto Getty Images

Antioxidantes contra radicais livres
A semente de chia possui ácido cafeico e ácido clorogênico, ambos antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, combatendo o envelhecimento celular e prevenindo nosso organismo contra diversas doenças, inclusive o câncer. 

criança crescendo - foto Getty Images

Manganês extra
A porção da semente de chia tem 63.5% das necessidades diárias de manganês. "Esse nutriente participa na síntese de várias reações enzimáticas, além de estimular o crescimento dos ossos e do tecido conjuntivo", conta a nutricionista Roseli Rossi. 

pele saudável - foto Getty Images

Cheia de zinco
Esse nutriente melhora nossa imunidade, paladar, olfato e visão. Também promove a liberação do hormônio do crescimento e ajuda na formação de colágeno. Na porção de chia você encontra 12.3% das necessidades diárias de zinco. 

comendo - Foto Getty Images

Rica em cobre
"Ele facilita a absorção do ferro, é catalisador na formação da hemoglobina, melhora imunidade e ajuda na formação de elastina e colágeno", conta a nutricionista Roseli Rossi. A porção da semente possui 30.5% das necessidades diárias de cobre. 

Fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/14115-13-motivos-para-consumir-chia-a-semente-da-vez
separador amf studio

Como não Engordar no Inverno – Melhores Dicas de Saúde

Como não Engordar no Inverno   Melhores Dicas de Saúde Como nao engordar no frio inverno

No Friozinho não dá vontade nenhuma de praticar exercícios, só dá vontade de ficar em baixo das cobertas e comer bastante!! Bom…isso acontece com a maioria das pessoas, Então confira no Not1 como não engordar muito no inverno, dicas de saúde e mais:

Porque nós comemos mais no Inverno?

O nosso metabolismo para se proteger do frio aumenta e dessa forma ele acaba precisando de mais energia para se manter.

*Dicas:

-Xô Preguiça!

A primeira dica é deixar a preguiça de lado e continuar indo a academia, praticando os esportes, ou caminhando.

-Vá a um Nutricionista:

Dessa maneira ele pode te indicar uma reeducação alimentar, assim podendo comer o dia todo mas com saúde e de maneira correta.

-Doces:

No inverno também sentimos mais vontade de consumir doces, a dica é comer poucas quantidades e em relação as sopas prefira as que são ricas em vitaminas e poucas calorias.

Como não Engordar no Inverno   Melhores Dicas de Saúde nao engordar frio

-Evitar:

Evite tomar refrigerante durante as refeições. Sua alimentação deve ser feita de 3 em 3 horas em poucas quantidades.

O jeito de comer e onde comer faz diferença por isso mastigue com calma e evite comer em frente da televisão ou computador.

-Água:

Não se esqueça de beber agua, pois nessa época do ano as pessoas costumam sentir menos vontade de consumi-la.

Fonte: Saúde – Not1 http://www.not1.xpg.com.br/como-nao-engordar-no-inverno-melhores-dicas-de-saude

separador amf studio

Sete dores que não podem esperar

Para onde quer que olhe, Steve Hart, consultor tecnológico de 49 anos, vê um lembrete do risco que correu e que lhe danificou a vista. A visão antes perfeita de Hart foi prejudicada por um pequeno ponto que estará sempre fora de foco, como se visse uma imagem em 3-D sem os óculos especiais, em consequência da ruptura de retina que ele ignorou durante três dias. Se tivesse ligado para o médico na manhã de sábado em que começou a ver pontinhos flutuantes, poderia ter resolvido o problema com um simples tratamento a laser, e ele teria voltado ao trabalho na segunda-feira. Mas esperou até quarta-feira para consultar o médico, ao perder de repente quase toda a visão do olho esquerdo. Nisso, precisou de uma cirurgia que o deixou quatro semanas sem trabalhar, e a sua visão nunca mais foi a mesma.

 

“Quando há mudanças na visão, não hesite”, diz Hart. “Ligue para o médico onde estiver. Isso irá lhe poupar muita tristeza.”

 

Mas o que Hart fez – ou não fez – é alarmantemente comum. Muitos aprendem, desde a infância, que a reação dos adultos a dor, fraqueza ou transtorno emocional é ignorar e aguentar. E, com os problemas econômicos, há mais gente aguentando do que antes. Uma pesquisa recente da Kaiser Family Foundation revelou que 45% dos americanos vêm adiando os tratamentos médicos por conta da crise econômica que assola os Estados Unidos. Dizemos a nós mesmos que agir assim não traz consequências graves, que pode ser inconveniente e até doloroso mas que, no fundo, não há perigo. Só que as pesquisas revelam, cada vez mais, que suportar os sintomas traz danos irreversíveis.

 

Isso acontece na depressão, nas enxaquecas e até em coisas comuns, como uma entorse no tornozelo. De acordo com Jay Hertel, especialista americano em fisiologia das articulações, são muitos os que ignoram as entorses ou interrompem o tratamento antes que a lesão cicatrize, e bem comum o conselho assustador que se dá às crianças em toda parte: “Ande que sara.” Estudos recentes demonstram que, quando se torce o tornozelo, alguns receptores sensoriais dos ligamentos (que ajudam o cérebro a saber onde estão posicionados o pé e a perna) podem sofrer lesão permanente com o tratamento inadequado. Em consequência, o tornozelo perde um pouco da capacidade de se comunicar com o cérebro e de evitar novos traumatismos, e a pessoa fica vulnerável a novas lesões.

Proteja-se de sintomas incômodos, dor crônica e coisa pior. Eis aqui sete dores que nunca devemos ignorar – e como tratá-las.

 

Dor de Cabeça1 A pior dor de cabeça da vida

Todos temos dor de cabeça, mas, em alguns casos, essa dor pode ser sintoma de uma emergência médica fatal, como o rompimento de um aneurisma ou um derrame.

O que fazer: De acordo com os especialistas da Clínica Mayo, “uma dor de cabeça forte e súbita como uma trovoada”, principalmente se piora mesmo com descanso e analgésicos comuns, pode ser um aneurisma – uma fraqueza na parede de um vaso sanguíneo – rompido que provocou uma hemorragia no cérebro. Isso é gravíssimo e exige cuidados médicos imediatos. A dor de cabeça acompanhada por fala arrastada ou fraqueza de um dos lados do corpo é sinal clássico de derrame, causado em geral por um bloqueio do fluxo de sangue no cérebro. Há um “período áureo” de apenas poucas horas no qual o tratamento é mais eficaz; vá para o pronto-socorro ou chame o serviço de emergência. Se a dor de cabeça piora depois de uma pequena queda ou golpe na cabeça, pode ser sintoma de um inchaço potencialmente letal do cérebro. Ligue para o médico a qualquer hora.

 

 

2 Enxaquecas

Ninguém afirma que essas dores de cabeça fortes e incapacitantes exijam providências imediatas. Mas estudos recentes fizeram achados inquietantes no caso das mulheres que têm enxaqueca com aura – distorções da percepção, geralmente visuais, como luzes que piscam e se movem em zigue-zague ou visão desfocada. Antes, essas dores de cabeça eram consideradas episódicas, “sem deixar vestígio de que tinham ocorrido”, diz Lenore Launer, Ph.D. e chefe de neuroepidemiologia do National Institute on Aging (NIA, Instituto Nacional de Envelhecimento dos Estados Unidos). Não são mais. Os estudos da Dra. Lenore no NIA verificaram que as mulheres que têm enxaqueca com aura apresentam quase o dobro de pequenas lesões no cérebro – áreas minúsculas do cerebelo com tecido necrosado – do que aquelas que não sentem dor. Ainda se estuda se essas alterações no cérebro são causa ou motivo da enxaqueca (ou alguma combinação das duas). Mas essa é mais uma razão para procurar tratamento preventivo.

O que fazer: Quem tem dores de cabeça fortes ou frequentes deveria consultar um médico capaz de oferecer os tratamentos mais modernos, e identificar e controlar os "gatilhos" que as provocam, com medicamentos capazes de impedir as crises e controlar a dor. Não há indícios de que essa abordagem previna ou diminua as lesões cerebrais, mas os especialistas acreditam que reduzem a probabilidade de as enxaquecas se tornarem crônicas. (Há quem sofra de enxaqueca durante 15 ou mais dias por mês, uma forma muito sofrida de viver). 

depressão3 Depressão

Embora muita gente considere a depressão pouco importante, os especialistas sabem que ela é um transtorno debilitante que tem de ser tratado prontamente. As pesquisas mostram que quanto mais se retarda o tratamento, mais difícil fica controlar os sintomas. E estudos recentes por imagem levaram alguns pesquisadores a acreditar que a parte do cérebro chamada de hipotálamo pode encolher em quem tem episódios múltiplos de depressão.

O que fazer: Quem vive se sentindo triste ou ansioso, com desesperança, falta de interesse no trabalho ou em passatempos, e ideias recorrentes de morte ou suicídio, deve, segundo Kay Redfield Jamison, Ph.D., professora de psiquiatria da Universidade Johns Hopkins, buscar o auxílio de psicólogos, psiquiatras e outros profissionais de saúde mental. Pelo menos, converse francamente sobre o que sente com o seu clínico geral, que saberá quando encaminhá-lo a um especialista. As decisões sobre a duração da terapia, da medicação ou de ambas só devem ser tomadas junto com o profissional de saúde, nunca por conta própria. Muita gente simplesmente para de tomar os remédios, o que pode trazer mais sofrimento ou até recaídas.

 

 

Entorses de tornozelo4 Entorses de tornozelo

Quem torce o tornozelo distende um ou mais dos três ligamentos principais que seguram a articulação. Se a entorse não for adequadamente tratada, as fibras desses ligamentos podem sarar em posição inadequada, encurtadas ou estiradas, deixando a vítima com tendência a novas lesões. Na verdade, até 30% dos que torcem o tornozelo passam a ter “instabilidade crônica”, o que leva a um ciclo de lesões repetidas.

O que fazer: Quem torce o tornozelo e não consegue andar nem apoiar o peso nele deve ir ao pronto-socorro para ver se há ossos quebrados ou lesão grave dos ligamentos. Se é possível andar sem dor forte, deve-se enfaixar o tornozelo com uma atadura para reduzir o inchaço e repousar.

 

Mantenha o tornozelo erguido durante 48 horas e, de duas em duas horas, aplique gelo por cerca de 20 minutos.

 

Mesmo depois de passados a dor e o edema, não se considere curado, diz o cirurgião John Kennedy, do Hospital de Cirurgias Especiais de Nova York; para ter certeza de que não haverá outra lesão, é preciso fortalecê-lo. Kennedy recomenda uma série de exercícios para melhorar o equilíbrio, como este: fique num pé só e dobre o joelho da outra perna; depois, troque de perna e repita. Comece a escovar os dentes nessa posição, como um flamingo, durante trinta segundos; vá aumentando até ficar três minutos em cada perna.

 

 

enfarto5 Pressão forte no peito

Apesar de todo o apelo nos últimos anos para levar a sério os possíveis sintomas de enfarte, um estudo da revista da Associação Médica Americana mostrou que de 40% a 50% dos que têm sintomas os ignoram por até seis horas. Infelizmente, o músculo cardíaco começa a morrer na primeira meia hora do enfarte, de acordo com o Dr. David Fischman, cardiologista intervencionista da Faculdade de Medicina de Jefferson, na Filadélfia.

 

O mais chocante: um estudo de pesquisadores do Hospital Presbiteriano de Nova York verificou que metade das mulheres entrevistadas não ligaria para o serviço de emergência nem que tivesse um enfarte.

 

Parte do problema é que muita gente acha que enfarte dói. Segundo o Dr. Fischman, o sintoma mais perigoso não é a dor, mas a pressão: “A dor aguda tem mais probabilidade de ser musculoesquelética: incômoda, mas não perigosa. O que exige atenção é o desconforto súbito no peito, como se alguém se sentasse em cima dele. Isso pode se irradiar para os braços, as costas e a mandíbula. Se ao andar ou apertar o peito a sensação piora, provavelmente não é enfarte; se a sensação permanece a mesma quando a pessoa se move, corra para o hospital.”

 

As mulheres devem ficar mais atentas, diz o Dr. Fischman: a probabilidade de sentir pressão no peito é menor; mas um desconforto no braço, nas costas e na mandíbula, fácil de desconsiderar, é frequente. “É fundamental ter consciência do corpo.”

O que fazer: Ligue para seu médico – ou, melhor ainda, ligue a caminho do pronto-socorro. “E mal não vai fazer”, diz o Dr. Fischman, “se você tomar uma aspirina no caminho.”

dor de barriga6 Dor de barriga

O mundo é cheio de dores de barriga, mas algumas não devem ser ignoradas. Podem ser sintoma de apendicite e de outras doenças potencialmente fatais.

O que fazer: A dor de barriga aguda que piora com o movimento ou que faz a pessoa acordar de um sono profundo pode significar um problema perigoso, como apendicite ou mesmo uma crise de vesícula ou cólon, diz o Dr. Lawrence R. Schiller, do Centro Médico da Universidade Baylor.

 

Se a dor é acompanhada de febre, edema ou sensibilidade ao toque; vômitos, diarreia ou prisão de ventre; mudança da cor da urina ou amarelamento da pele ou do branco do olho, entre em contato com o médico imediatamente ou vá para o pronto-socorro. Faça a mesma coisa se houver dor súbita na barriga que se irradia para as costas ou para a virilha, ainda mais se ficar meio zonzo.

 

 

olho7 Mudança súbita da visão

De acordo com a Dra. Julia Haller, oftalmologista-chefe do Instituto de Olhos Wills, na Filadélfia, muita gente adia o tratamento dos problemas da visão – como aconteceu com Steve Hart, quando teve os sintomas de lesão na retina – por ser enganada pela capacidade de compensação do cérebro. “O cérebro passa prontamente de um olho para o outro”, explica ela.

 

“Muita gente nota que, de repente, há alguma coisa errada na visão, mas, como ainda enxerga bem com um dos olhos, não percebe como o outro está ruim.” Mas as mudanças súbitas da visão podem indicar vários problemas que exigem tratamento imediato.

O que fazer: Quem vê luzes piscando ou pontinhos, linhas, fiapos ou teias que flutuam, ou quando parece que há uma cortina se fechando sobre o campo de visão, ou quando se perde de repente a visão de um dos olhos, é preciso ligar imediatamente para o oftalmologista ou correr para o pronto-socorro. Embora a ruptura e o descolamento da retina sejam as lesões mais comuns associadas a esses sintomas (principalmente em pacientes com mais de 40 anos), há outras causas possíveis que o especialista precisa eliminar. A maioria delas pode ser tratada de forma relativamente não invasiva, quando diagnosticada a tempo; na ruptura de retina, há um período de algumas horas ou um dia em que se pode usar o tratamento com uma técnica a laser não invasiva. No descolamento, é preciso cirurgia. “Quanto mais se retarda o diagnóstico”, diz a Dra. Julia, “menor a probabilidade de recuperar a visão.”

 

Dependendo da gravidade dos sintomas, pode ser difícil ir ao médico ou chegar ao hospital dirigindo. A Dra. Julia diz que, em caso de emergência, não há problema em dirigir quando se enxerga com apenas um dos olhos; só não coma nada pelo caminho. “É bem possível que a pessoa precise de cirurgia”, diz ela. “E não se pode operar quem acabou de comer.”

Por Stephen Fried

Esse é um Artigo da Revista Seleções, edição de abril 2011, página 70.

http://www.selecoes.com.br/sete-dores?page=3

separador amf studio

Um Coração Saudável em Meia Hora

Siga estas dicas fáceis para seu coração bater por mais tempo.

Coração SaudávelPense nas coisas comuns que você faz em meia hora todo dia. Assiste à novela? Fica preso no engarrafamento? Visita sites chatos na Internet? Não seria melhor aproveitar esse tempo para garantir uma vida longa, em boa forma física, com o coração feliz?

Agora, apresentamos estratégias simples e eficazes para promover a saúde nessas quatro áreas durante apenas 30 minutos por dia.

Coma com inteligência

Uma alimentação nutritiva não precisa ser restritiva, cara nem demorada. Basta seguir regras simples.

1. Siga os cinco grupos de alimentos.

Proteínas. Nozes, castanhas e peixe, principalmente as espécies oceânicas de água fria (como o salmão), são ricos em ácidos graxos ômega-3, que mantêm firme o ritmo cardíaco e evitam a formação de coágulos. A carne magra e a carne de porco são ricas em vitaminas do complexo B, que reduzem o nível de homocisteína, aminoácido ligado à doença cardiovascular. Coma qualquer uma das variedades acima, ou carne branca, feijão e ovos, duas ou três vezes por dia. Pesquisas mostram que bastam duas porções por semana de peixe gorduroso para reduzir em um terço o risco de infarto.

azeiteGorduras benéficas. Azeite de oliva, óleo de canola, nozes e manteiga de amendoim são ricos em gorduras monoinsaturadas que, ao contrário da gordura hidrogenada de tantos pães, bolos, margarinas e alimentos industrializados, aumentam o nível do HDL, o colesterol “bom”, e reduzem o nível de LDL, colesterol ruim que é prejudicial.

Frutas e hortaliças. São ricas em fitosteróis que baixam o colesterol, em antioxidantes e outras substâncias, como o folato (encontrado na ervilha, nos brócolis e na banana), que reduz a homocisteína, e isoflavonas (encontradas na soja e no grão-de-bico), que reduzem a inflamação das artérias. Tente comer nove porções por dia de vários tipos e cores para obter nutrientes diversos e ajudar seu coração.

Cereais integrais. Tente comer quatro porções por dia de pão, macarrão e flocos de cereais integrais, cevada e triguilho. Trocar inteiramente os cereais refinados pelos integrais pode reduzir em 30% o risco de infarto.

Laticínios. Fornecem cálcio e vitaminas essenciais do complexo B, mas prefira os produtos desnatados, não mais do que três vezes por dia, para evitar o excesso de gordura saturada.

2. Coma alimentos integrais e não industrializados

Os alimentos industrializados visam à longa vida nas prateleiras e são ricos em açúcar e gorduras “ruins”, além de representar três quartos da ingestão diária de sal (o excesso de sal foi relacionado à pressão alta). Alimentos industrializados costumam exigir a decomposição dos alimentos naturais em seus componentes para criar o produto final, e no processo os nutrientes que protegem o coração, como fibras solúveis (diminuem o colesterol), antioxidantes e gorduras “boas”, são eliminados.

3. Cuidado com as porções

Por mais que se coma bem, é preciso evitar comer demais; o excesso de gordura, principalmente a abdominal, é liberado na circulação sanguínea na forma de ácidos graxos que entopem as artérias. Use pratos menores para reduzir a ingestão em até 25%. Não coma depressa; um estudo descobriu que isso dobra o risco de engordar, talvez porque o organismo não tenha tempo de avisar que já está satisfeito.

4. Invente atalhos na cozinha

  • Use muitas frutas e hortaliças pré-preparadas, frescas ou congeladas.

  • Encha a despensa de alimentos saudáveis para incrementar sopas; acrescente feijão a elas ou melhore a salada com nozes e castanhas.

  • Use panelas de ferro. Assim é possível dobrar o teor de ferro de ovos mexidos, por exemplo, o que ajuda a levar mais oxigênio para o músculo cardíaco.

5. Seja esperto quando comer fora

Nos restaurantes, as porções costumam ser grandes e cheias de açúcar e gordura. Portanto:

  • Faça um lanche, uma fruta, por exemplo, uma hora antes da refeição, para não comer demais.

  • Evite a cestinha de pães. Ela pode representar 550 calorias de carboidratos refinados e gordura saturada (se você usar manteiga).

  • Peça molhos e acompanhamentos separados, para que não sufoquem a comida.

  • Em vez de um grande prato principal, peça duas entradas, uma baseada em proteína, a outra em legumes e verduras.

6. Tome suplementos

Não se deve confiar em comprimidos para atender às necessidades nutricionais, mas um multivitamínico por dia pode cobrir as brechas da alimentação. Veja se ele contém 100% da Ingestão Diária Recomendada de vitaminas B1, B2, B3, B6 e B12, ácido fólico e vitaminas C, D e E, para reduzir os níveis de inflamação e de homocisteína.

Mexa-se

Exercicios correrExercícios regulares baixam a pressão, tornam mais eficientes os batimentos cardíacos e reduzem a resistência à insulina, que pode levar a infarto e AVC. Mesmo um pouco pode fazer muito efeito. Dez minutos de dança por dia, por exemplo, queimam até 250 g de peso por mês. As seguintes atividades podem aumentar em 45 minutos ou mais o tempo diário de exercícios quase sem mudar sua rotina:

  • Suba pelo menos dois lances de escada e emagreça 3 kg por ano.

  • Fique em pé nas reuniões ou ande enquanto fala ao telefone.

  • Mantenha as mãos ocupadas: por exemplo, tricote enquanto assiste à TV.

  • Mexa-se o tempo todo. Isso queima 350 calorias por dia.

  • De hora em hora, quando estiver trabalhando na sua mesa, levante-se, estique os braços e fique na ponta dos pés e desça por dez vezes.


Os especialistas em saúde dizem que é preciso dar 10 mil a 12 mil passos por dia (umas duas horas de caminhada em velocidade normal). Parece muito, mas até as pessoas mais sedentárias dão 3 mil passos, e outras atividades se somam à contagem. Um minuto pedalando equivale a 150 passos, por exemplo, enquanto um minuto de natação são 96 passos.

Aumente o esforço andando ou pedalando em uma subida duas vezes por semana, caminhando com alguém mais rápido ou em terreno mais acidentado, como areia ou grama. Outros passatempos físicos também ajudam. O golfe gasta 374 calorias por hora, o tênis, 476, a natação, 544. Um estudo da revista British Medical Journal descobriu que os praticantes de jogos esportivos do
videogame Wii perdem até 12 kg por ano.

Alongue-se sempre que possível. Isso promove a circulação e estimula o transporte dos nutrientes nos músculos. Exercícios com pesos deixam o coração em forma. Tente cinco minutos por dia levantando halteres: até 10 kg para mulheres e 15 kg para homens.

Não se preocupe, seja feliz

MeditaçãoQuem se estressa o tempo todo dobra o risco de infarto. O estresse aumenta a pressão arterial e faz o corpo liberar o hormônio cortisol, ligado à diabete tipo 2 e à hipertensão. Por outro lado, um estudo holandês com pessoas de 65 a 85 anos verificou que os otimistas tinham risco 23% menor de morte cardiovascular. Esses passos simples podem tornar mais alegres você e o seu coração:

Cuide do lado espiritual. Estudos mostram que participar de um culto religioso pode reduzir a taxa de batimentos cardíacos e aliviar o estresse. Nenhuma fé específica? Meditar ou passar algum tempo sozinho, prestar serviços a uma boa causa, caminhar em algum lugar bonito e exprimir-se criativamente têm efeito semelhante.

Mande a raiva embora. Ela faz as artérias se contraírem, a taxa de batimentos cardíacos disparar e deixa o sangue mais grosso e fácil de coagular. Quando enfrentar alguma situação exasperante, conte até dez (isso faz o cérebro passar da emoção para o pensamento racional), respire fundo e pense antes de reagir.

Concentre-se e termine. Não tente fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Termine uma tarefa e depois passe para a seguinte.

Tire umas férias do noticiário. Uma semana sem os acontecimentos tristes do mundo melhora o humor.

Controle as imagens do cérebro. Ideias ou observações exageradas como “esse emprego vai me matar” aumentam a intensidade emocional.

Ria. Isso relaxa os vasos sanguíneos e aumenta o fluxo de sangue em 25%.

Durma bastante. A Escola de Medicina de Warwick, no Reino Unido, verificou que mulheres que dormem 5 horas ou menos por dia têm mais probabilidade de sofrer de hipertensão do que as que dormem 7 horas ou mais.

Beba e seja feliz. Experimente uma ou duas doses relaxantes de bebida alcoólica por dia, mas não mais!

Ouça música alegre. Ela pode expandir as artérias em até 26%, de acordo com ultrassonografias.

Elimine os venenos

Como o carro ou os eletrodomésticos, o corpo funciona melhor quando está limpo. Os seguintes poluidores são os piores para o coração:

Fumo. No Brasil, estima-se que cerca de 200 mil mortes por ano são decorrentes do tabagismo. Entre os seus efeitos, estão os danos ao revestimento das artérias e a substituição do oxigênio por monóxido de carbono nos glóbulos vermelhos, de modo que o coração precisa bater mais rápido para manter o corpo funcionando.

Pare de fumar e, um ano depois, o risco de doença cardíaca ligada ao fumo terá se reduzido à metade. Em 15 anos, será o mesmo de quem nunca fumou.

Poluição do ar. Respirar ozônio e partículas finas pode inflamar e estreitar os vasos sanguíneos. Até um em cada 12 infartos pode estar ligado ao trânsito. Evite se exercitar perto de ruas movimentadas e durante o horário do rush, encha a casa de plantas como a hera e a gérbera para filtrar o ar e tente respirar pelo nariz, porque os pelinhos filtram o ar melhor do que a boca.

Barulho. Um estudo realizado em 32 hospitais de Berlim verificou que o barulho ambiental aumentava em 75% o risco de infarto em mulheres e 45% em homens. Use tapa-ouvidos ou cortinas pesadas para reduzir o ruído externo e incômodo.

Infecções respiratórias. Problemas graves como a gripe mais do que dobram o risco de infarto ou AVC (provavelmente por causar inflamações nos vasos sanguíneos), de acordo com uma análise de dois milhões de fichas de pacientes feita pela revista European Heart Journal. Além de todas as precauções de higiene normais, livre-se dos micróbios deixando as esponjas de cozinha úmidas dois minutos no micro-ondas, comendo alho (que parece proteger de resfriados) e vacinando-se contra a gripe.

Placa dental. A inflamação das gengivas tem forte associação com o espessamento das artérias. Uma teoria é que a placa passa pelas gengivas para a corrente sanguínea. Portanto, passe fio dental diariamente e visite o dentista com regularidade.

Siga estas dicas e, em poucas semanas, você perceberá o impacto na pressão, no peso, no nível de colesterol e em outros indicadores da saúde cardíaca. E, ao contrário de estatinas, betabloqueadores e outros medicamentos, raramente medidas preventivas como estas, que alteram o estilo de vida, têm ação isolada. Elas vão deixar você mais em forma, mais feliz e mais protegido contra vários problemas de saúde não relacionados ao coração.

Fonte: Seleções Reader's Digest http://www.selecoes.com.br/selecoes-e-voce/bem-estar/um-coracao-saudavel-em-meia-hora_4078.htm

separador amf studio

Gengibre ajuda a perder a barriga

Descubra como o gengibre ajuda a queimar as gorduras abdominais e conheça os benefícios que ele proporciona à saúde

gengibre


O emagrecedor natural

O gengibre é responsável por acelerar o metabolismo por ter um efeito termogênico. "Contém óleos essenciais que produzem calor, ativam a circulação e otimizam a queima calórica", afirma a nutricionista Roseli Rossi.


Turbine a perda de peso


- Chá

Tome três xícaras ao dia: uma pela manhã, outra à tarde e uma à noite.


- Pó

Divida 2 g do pó em três partes. Dilua cada uma em água. Tome antes das refeições.


- Tintura 10%*

Beba de 15 a 30 gotas três vezes ao dia, antes das principais refeições.


Duas receitas de chá emagrecedores


1. Chá com camomila (receita da nutricionista Ioná Zalchman)

- 1 colher (chá) de gengibre ralado

- 1 colher (sobremesa) de camomila

- 200 ml de água fervida


Despeje o gengibre e a camomila na água e tampe por alguns minutos. Coe e tome quente.


2. Chá tradicional (receita da nutricionista Roseli Rossi)

- 1 colher (chá) de gengibre ralado

- 1 xícara (chá) de água


Despeje o gengibre na água e ferva por cinco minutos. Coe e tome morno. Se quiser, pode mastigar os pedacinhos da erva.

Contribuições para a saúde


Ação anti-inflamatória, antibacteriana e antisséptica

O gengibre combate a proliferação de vírus e bactérias alojadas no organismo. Dor de garganta? Tome o chá da erva três vezes ao dia.


Turbina o sistema imunológico

"Rico em antioxidantes, combate os radicais livres, prevenindo gripes e resfriados", explica o nutrólogo Andrea Bottoni.


Evita rugas precoces

Segundo a nutricionista Ioná Zalchman, a mesma ação antioxidante que melhora o sistema imunológico também previne o envelhecimento precoce da pele.


Afrodisíaco

Ao produzir calor, promove a vasodilatação e o aumento da circulação sanguínea. Isso facilita a ereção dos homens e intensifica a sensibilidade no clitóris das mulheres.


Previne o câncer

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, mostrou que a composição do gengibre pode inibir o avanço do câncer de cólon.


Melhora a náusea

Os óleos essencias da planta podem aliviar o enjoo decorrente da quimioterapia e o mal-estar de quem fica nauseado ao viajar. "Mastigue até 1 colher (café) de gengibre ralado para melhorar o problema", aconselha Roseli.


*Precisa de receita médica

Publicado em 16/12/2010 Thais Harari http://mdemulher.abril.com.br/dieta/reportagem/dietas/gengibre-ajuda-perder-barriga-613222.shtml

separador amf studio

Alternativa - Fisioterapia e Estética

Dia 12 de janeiro foi inaugurada a Clínica Alternativa da Dra. Michele Maehashe, a qual surge para atendimento na área de fisioterapia e com o diferencial do atendimento estético, além de modernos equipamentos e excelente estrutura física.

A clínica de fisioterapia inaugurada na rua 7 de Setembro, nº 837 no centro de São Manuel, possui atendimento em Fisioterapia Obstétrica, Uroginecológica, Respiratória, Cardiovascular, Pós Operatório, tratamento de úlceras a laser e atendimento domiciliar.

No atendimento estético possui:

Estética Facial – Peeling de diamante, peeling enzimático, limpeza de pele, tratamentos a lazer direcionados.

Estética Corporal – Peeling corporal, tratamentos direcionados para celulite, gordura localizada, flacidez, massagem relaxante, drenagem linfática, pré/pós cirurgia plástica, entre outros:

Manicure/Pedicure com SPA de parafina

Unhas de porcelana

Depilação

Designer de Sobrancelhas com Henna

Micropigmentação de sobrancelhas, lábios e olhos (maquiagem definitiva).



Parabéns a Dra. Michele e a toda família Maehashe.

separador amf studio

40 dicas certeiras para emagrecer 2kg

Especialistas garantem: adoção de pelo menos 10 dessas dicas pode emagrecer até dois quilos em um mês



1 - Monte um bom prato de salada antes de partir para a comida quente. Assim, você estará mais saciada quando for se servir dos alimentos mais calóricos

2 - Tem um amigo que precisa emagrecer? Forme dupla, assim um incentiva o outro nos dias de preguiça

3 - Tenha calma para comer. Não faça suas refeições de pé ou em frente à televisão. Sente-se em um local tranquilo e faça desse um momento de prazer

4 - Adeus, farinha! Corte alimentos que contenham esse ingrediente, porque ela transforma-se rapidamente em gordura no corpo. Ou, troque os alimentos com farinha branca pelos integrais!

5 - Pratique esportes. Para quem tem dificuldade em aderir ao treino da academia, esporte é uma ótima opção. Além de trazer mais motivação, você vai pensar duas vezes antes de desfalcar o time

6 – Durma bem e em quantidade suficiente para descansar. Diversos estudos já relacionaram a falta de descanso adequado ao excesso de peso

7 – Escove os dentes logo após a refeição. O hábito, além de garantir uma boca saudável, evita aquela vontade de comer um docinho

8 – Na hora de comer, que tal trocar o prato comum pelo de sobremesa? A falta de espaço vai obrigá-lo a comer menos

9 – Prefira alimentos frescos. Ao abandonar os industrializados, você reduz a quantidade de gordura e de sódio, retendo menos líquido. E ainda tem a vantagem de se alimentar de forma mais saudável

10 – Troque o frito pelo assado, você reduz as calorias em um terço só com essa mudança no preparo no alimento

11 – Sai o refrigerante, entra a água. Substituir a bebida calórica e cheia de açúcar pela água economiza até 150 calorias

12 – Reduza o consumo de bebidas alcóolicas. Além de fazerem mal à saúde, elas não têm nutrientes

13 – Faça lanches entre as refeições. Comer de 3h em 3h acelera o metabolismo e evita que você coma demais

14 – Troque o elevador pela escada diariamente. A mudança pode significar um aumento de 15% no seu gasto calórico (dependendo de quantos andares você tem de subir)

15 – Faça como o André Guerato, jogador de tênis pelo Corinthians, que encontrou nas competições um incentivo para emagrecer. Inscreva-se em corridas, maratonas, torneios e o que mais e encontrar. Ninguém gosta de ficar em último lugar, portanto, é bem provável que você se empenhe mais

16 - À noite, no jantar, prefira alimentos light. Assim, você não dorme de barriga muito cheia e evita que os alimentos se acumulem e virem pneuzinhos

17 – Integral é a melhor opção. Troque a massa branca por essa variedade. As fibras ajudam no trânsito intestinal e dão sensação de saciedade por mais tempo

18 – Aposte nos alimentos naturais que ajudam a emagrecer como a linhaça, chia, quinoa e ração humana

19 – Apimente a refeição. A pimenta vermelha realmente ajuda a acelerar o metabolismo, basta acrescentar duas colheres de chá na sua comida

20 – Troque a dieta pela reeducação alimentar. Os especialistas garantem que quem faz dieta tem mais tendência a oscilações de peso, mas quem opta pela reeducação permanece magro

21 - Aprenda a dizer não. Os psicólogos já sabem: engolir sapo pesa na balança

22 – Mexa-se mais. Faça um parte do percursso a pé ou de bicicleta para o trabalho. Apenas 30 minutos de atividade por dia para sair do sedentarismo

23 – Não deixe de tomar café da manhã. Quem começa o dia com uma alimentação mais equilibrada tende a seguir os mesmos passos nas demais refeições

24 – Faça um blog e relate sua batalha contra os quilos a mais. A escrita, além de ajudar a desabafar, pode contribuir para que você perceba o quanto anda comendo

25 – Vai sair com os amigos? Faça opções lights no barzinho trocando o chopp por um suco, e a batata frita por peixe assado

26 – Evite feijão, repolho, couve-flor e pimentão. Esses alimentos formam gases e podem dar “aquela barriguinha”

27 – Controle seus sentimentos. Quando se sentir ansiosa ou triste, tente não descontar no chocolate

28 – Desnatado, por favor! Troque o leite integral pelo desnatado e economize nas calorias. A dica também é válida para iogurtes

29 – Brócolis ajuda a emagrecer. Como? Ele tem poucas calorias e é rico em antioxidante, que combate as gorduras

30 – Faça dieta pelo menos dois dias da semana. Se está difícil seguir o plano alimentar a semana inteira, escolha pelo menos dois dias para cortar as calorias. Nesses, consuma o mínimo de gordura, zero de fritura ou doces e corte o refrigerante.

31 – Aveia. Esses flocos são poderosos aliados para quem quer emagrecer. Participantes de um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) emagreceram 2,6% do peso em seis semanas incluindo aveia na alimentação

32 – Não deixe de comer esse ou aquele grupo alimentar. Carboidrato é tão importante como a proteína e gordura (mas aquela do bem!). O prato ideal mistura todos os grupos alimentares de maneira equilibrada

33 – Tem um cachorro em casa? Saia para passear com ele todo dia, pelo menos 15 minutos. Os dois vão entrar em forma

34 – Mantenha a saúde em dia. Controle os níveis de hormônios e evite que qualquer disfunção possa atrapalhar seu emagrecimento

35 – Não faça exercícios de barriga vazia! Sem combustível suficiente para o esforço, a intensidade da atividade e a queima de calorias sofrem redução

36 – Faça 30 minutos diários de atividade física, pode ser uma caminhada, por exemplo, que tal?

37 - Planeje um passeio no fim de semana. Pode ser a pé, de bicicleta ou patins. Além de espairecer, você estará se exercitando e perdendo gordurinhas

38 – Morrendo de vontade de comer um chocolate? A melhor hora para o doce é depois do almoço. Segundo os especialistas, ele se mistura com os outros ingredientes e seu efeito é menor

39 – Verduras escuras como rúcula e espinafre contém uma quantidade significativa de fibras e ajudam na saciedade

40 – Adeus, queijo amarelo! Risque da sua lista o tipo prato, gorgonzola, provolone e cheddar e aposte no queijo cottage e na ricota

Fonte: IG Saúde http://saude.ig.com.br/bemestar/40-dicas-certeiras-para-emagrecer-2kg/n1597221972537.html

separador amf studio

CICLISMO E SAÚDE


Andar de bicicleta por prazer e lazer, para se sentir bem, gozando a companhia dos amigos, tem um bom argumento: melhoria da saúde física e mental. A prática do ciclismo, tem enormes benefícios para a saúde.

Aqueles que andam de bicicleta com regularidade procuram-nos menos nas consultas. Muitos daqueles que apresentam mal estar, como dores lombares, sobrecarga ponderal ou risco de doenças cardiovasculares, bem podem investir na sua saúde usando a bicicleta.

Mesmo que se comece numa idade mais avançada efetuando o exercício regularmente, os resultados são sempre visíveis ao fim de poucas semanas.


Exercício Bike


O QUE A BICICLETA FAZ PELA SAÚDE?


Ótimo tonificante para coração e aparelho cardiovascular



Se passear de bicicleta de uma forma regular reduzirá o risco de enfarte em 50%. Com o exercício do pedalar, o ritmo cardíaco aumenta e a tensão arterial diminui. Baixa o colesterol, de forma que os vasos sanguíneos venham a ter menos probabilidade de obstrução. Os vasos sanguíneos permanecem flexíveis e saudáveis pedalando todos os dias.

Para a máxima eficiência do exercício recomendamos que faça um trabalho de intervalos com mudanças de ritmos frequentes. É o tipo de treino que mais rapidamente tem efeitos na condição física. Aqueça a um ritmo suave, com uma cadência de pedalar alta, alcance o ritmo de rodagem. Depois a cada 15 minutos, intercale aumentos de intensidade de 3 a 4 minutos de duração durante os quais a pulsação irá alterar consideravelmente (80 a 85% das pulsações máximas).

Compense com alguns exercícios de abdominais, contraindo esta zona com as pernas flectidas cada vez que pedalar. Assim terá na bicicleta umas melhoras atividades para os que sofrem dores de coluna. Mas há que ter atenção na posição do selim se tiver dores. Uma má postura pode ajudar a intensificar as dores na zona lombar, prejudicando ainda mais a saúde. Deverá sentir-se bem em cima do selim, caso contrário poderá prejudicar a sua condição física.


Exercício Bike

Melhorando a coluna vertebral


Quando se adapta a melhor postura no selim, com o tronco ligeiramente inclinado para a frente, a musculatura da coluna está sobre baixa tensão e vê-se obrigada a estabilizar o tronco. Muitas dores de costas provêm da inatividade, que reduz a alimentação dos discos intervertebrais e estes, por sua vez, vão perdendo a capacidade de amortecer os impactos. Além disso, a falta de exercício faz com que a musculatura da coluna se vá atrofiando, diminuindo consideravelmente a função de “mola”.

Os movimentos regulares das pernas fortalecem a zona lombar, prevenindo o aparecimento de hérnias discais e mantendo a coluna protegida por vibrações e pancadas. O ciclismo estimula os pequenos músculos das vértebras dorsais (muito difíceis de movimentar noutro esporte), ao fazer constantemente que se comprimam e alonguem com o movimento do pedalar.


Evitar o desgaste das rótulas


A diferença para as atividades físicas onde existe impacto no solo, como os saltos ou a corrida é que, por cima da bicicleta, as rótulas estão protegidas, pois 70 a 80% do peso do corpo exerce a força da gravidade sobre o selim. O impacto excessivo de alguns desportos diminui a ação do líquido articular ou sinovial, substância muito viscosa que contribui para a lubrificação das articulações, facilitando os movimentos. A bicicleta será, para alguns casos, a melhor alternativa à corrida, com benefícios físicos muito similares e sem tanto desgaste articular.


Prevenir as infecções e o cancro


Cada vez que se anda de bicicleta, está estimulando o sistema imunológico. Os anticorpos do organismo mobilizam-se de forma imediata graças ao pedalar para destruir bactérias e células cancerígenas. Esta é a razão pela qual se recomenda andar de bicicleta a doentes cancerosos e soropositivos.

Os esforços moderados reforçam o sistema imunitário, enquanto que os de intensidade máxima debilitam-no. Se está exposto a fatores de risco (frio, pessoas infectadas, poucas horas de sono...), não execute trabalhos muito intensos, espere que as reservas de energia fiquem equilibradas para desenvolver este tipo de esforços.


exercício Bike

O ciclismo como antidepressivo


O cérebro fica mais oxigenado, permitindo-lhe pensar melhor. O seu corpo segrega endorfinas, as hormonas que dão uma sensação de bem estar, podendo tornar-se num vício saudável.

Está provado que aqueles que andam de bicicleta regularmente sofrem menos doenças do foro psicológico como depressões, por exemplo. Pedalar é um dos melhores antidepressivos naturais que existem.

As endorfinas, também chamadas hormonas da felicidade, são geradas com a prática de exercício físico, de forma mais notável quando se passa mais de uma hora pedalando.


Dr. António José Leitão Canotilho
Médico assistente graduado de clínica geral - http://cssernancelhe2.com.sapo.pt/ciclismo-saude.htm



separador amf studio
  • Show Fernando & Sorocaba - JVC Botucatu/SP
  • Fernando & Sorocaba, esteve em Botucatu na JVC dia 04/09, show trazido pela D.Tobias Promoções Artísticas. Com o recinto lotado com muitos fãs, realizaram um grande show, cantando seus maiores sucessos emocionando e levando o público ao delírio e contou com a participação especial do jovem cantor Anderson Tobias, cantando a música Meteoro.


    Anderson Tobias

    Estivemos presentes a convite do jovem Anderson Tobias para gravar sua participação, não tiramos fotos do público presente, pois tinha a cobertura exclusiva de outro site.


    Agradecemos a acolhida dada pela equipe D. Tobias, através do sr. Denilson e família e parabéns pelo grande evento!

    
    
    Fernando & Sorocaba

    separador amf studio
  • Dicas para emagrecer com saúde
  • Equilibrio

    Cada vez mais dietas milagrosas vêm invadindo a mídia, elas aparecem como soluções rápidas para aqueles quilinhos extras, que vez por outra vem nos incomodar.

    O grande problema dessas dietas é que elas detonam nosso corpo. Elas são baseadas em uma proposta de emagrecimento rápido, coisa que as torna bastante tentadoras, mas raramente pensam a nível de futuro.

    Emagrecer é difícil, mas manter-se magra é muito mais.

    O que faz uma pessoa engordar ou emagrecer são seus hábitos, coisas esporádicas sempre terão uma ação passageira.

    Um exemplo desse tipo de coisa seria uma dieta baseada em sopa, quem vai poder comer só sopa a vida toda?

    O mais importante na hora de emagrecer é reavaliar seus hábitos, atitudes como iniciar uma atividade física, consumir mais frutas, vegetais e hortaliças, beber bastante água, alem de ajudarem no seu emagrecimento, também serão benéficas a sua saúde.

    Por esse motivo, uma coisa que acho de suma importância é pregar a reeducação física e alimentar para aqueles que querem emagrecer, acho que essas dietas restritivas podem até ajudar a dar um empurrãozinho inicial nessa mudança, mas nada mais que isso.

    Quer emagrecer? Mude seus hábitos, faça atividade física, coma coisas saudáveis, cuide do seu corpo com carinho, ele merece!

    Sempre pensando no seu bem estar, separamos algumas dicas importantes para você :

    • Comece a se mexer, caso não possa iniciar uma atividade física agora, use menos o carro em trechos rápidos, vá andando, até caminhar no shopping é uma boa opção.
    • Na hora das refeições crie pratos coloridos, muito verde, vermelho, laranja, roxo e veja como os vegetais colorem um prato.
    • Não passe muito tempo com o estomago vazio, saiba que durante a digestão também gastamos calorias, por isso, lanches entre as refeições são uma grande ajuda. Lanches leves como: frutas, iogurte, barrinhas de cereais, etc.
    • Beba bastante água, ela vai ajudar seu corpo a se manter hidratado e a eliminar toxinas.
    • Aprenda a compensar, caso você tenha caído em tentação e metido o pé na jaca, não se desespere, compense em outra refeição comendo menos. O importante é manter hábitos, ninguém engorda do dia para noite, comer uma barra de chocolate em um dia de ansiedade não vai te engordar, come-la todos os dias sim.
    • http://divadiz.com/

      "Andréa Godoy"

      separador amf studio
    • PANELAÇO - LEI QUE REGULAMENTE AS QUEIMADAS DE SÃO MANUEL
    • panelaco

      Estamos no mês de julho e nesse período do ano surge o grave problema ambiental das queimadas. Este hábito tão rotineiro causa enormes impactos negativos ao meio ambiente. Muitas pessoas ainda consideram o fogo como uma solução rápida e eficiente para a limpeza de pastos, restos de cultura, quintais e até mesmo lixo. Infelizmente, por falta de informação, as queimadas ainda estão tão presentes na nossa vida.

      É evidente que não basta apenas condenar as queimadas, é necessário convencer as pessoas dos inúmeros malefícios que essa prática causa para milhares de espécies – principalmente para nós seres humanos. O assunto é complexo e envolve mudanças de atitudes e consciência ambiental, mas vale a pena detalhar alguns dos impactos negativos:

      - erosão: as queimadas destroem a vegetação e expõem o solo à ação dos ventos e das águas que provocam erosão. É fácil imaginar como funciona este mecanismo. Em um solo protegido pela vegetação, as gotas de chuva são amortecidas pelas folhas e podem infiltrar naturalmente. Sem a vegetação, o vento e – principalmente - a chuva levam a terra com mais facilidade causando erosão;

      - poluição atmosférica: por causa dos desmatamento e das queimadas, o Brasil é o quarto país do mundo que mais emite gases do efeito estufa, contribuindo para o agravamento do aquecimento global. Nessa época do ano, com a baixa umidade do ar e do solo, as queimadas são grandes vilãs da poluição, emitindo toneladas de gases tóxicos como monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio, dióxido de enxofre e ozônio. Segundo relatório publicado pela ONG ambiental Global Canopy Programme, as queimadas de áreas florestais são a 2ª maior fonte mundial de emissões de gases do efeito estufa;

      - assoreamento dos cursos d'água: consequência direta da erosão, este fenômeno causa imensos impactos negativos aos cursos d'água. O assoreamento pode eliminar várias espécies da vida aquática, prejudicar a navegação e afetar o equilíbrio ambiental de uma bacia hidrográfica. Para se observar se uma região está sofrendo uma erosão muito pronunciada basta que se observe a água das enxurradas e dos rios após as chuvas. Se for barrenta é porque a região a montante está sendo muito erodida;

      - empobrecimento do solo: há uma crença de que as queimadas são boas para o solo, isso porque o produtor realmente tem um ou dois anos de boa produtividade, já que o processo acaba concentrando alguns nutrientes importantes para a plantação como o fósforo. Mas nos anos seguintes fica constatada uma perda excessiva dos nutrientes. Uma pesquisa da Embrapa Amazônia Oriental mostra que, em sete anos, são perdidos 96% de nitrogênio, 76% de enxofre, 47% de fósforo, 48% de potássio, 35% de cálcio, e 40% de magnésio;

      - gasto maior com fertilizantes: por causa da perda de nutrientes, com o passar dos anos, o produtor tem que utilizar mais adubos e fertilizantes, aumentando o custo da produção. O uso indiscriminado de fertilizantes contribui grandemente para o desequilíbrio ambiental, injetando na biota elementos que podem provocar a poluição e contaminação de solos e dos aquíferos;

      - doenças: crianças, idosos e portadores de doenças cardiorespiratórias prévias, incluindo os asmáticos, compõem a população mais suscetível aos efeitos da poluição atmosférica. Em crianças agrava os casos de asma, em idosos provoca aumento na morbimortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares, como doença pulmonar obstrutiva crônica, desencadeamento de crise asmática, diminuição da função pulmonar e infarto agudo do miocárdio.

      Além de tudo isso, as queimadas podem secar nascentes de água, provocar prejuízos irreparáveis à fauna e flora, fugir do controle e destruir imóveis e instalações, matar animais e estabelecer incontáveis desequilíbrios ambientais. Diante de tantos impactos vale pensar um pouco mais antes de utilizar essa prática tão perigosa. O fogo é um recurso que deve ser utilizado com muito critério e de forma parcimoniosa, afinal ele foi uma descoberta que revolucionou nosso modo de viver e seu uso deve ser sempre a favor da vida.

      Eugênio Müller - Meio Ambiente http://www.vivaitabira.com.br/viva-colunas/index.php?IdColuna=310

      separador amf studio
    • Exercícios
    • running man exercicio

      O nosso corpo é uma máquina maravilhosa! Quando fazemos exercício, aumentamos a força física e a resistência às doenças. O exercício pode melhorar a nossa perspectiva da vida!

      O exercício pode ajudar:

      • A controlar o peso – o metabolismo é aumentado pelo exercício e mais calorias são queimadas… e isso durante várias horas!

      • A aumentar a capacidade dos pulmões e a renovar o fornecimento de oxigénio.

      • A fortalecer o coração, a melhorar a circulação e a tensão arterial.

      • A reduzir o colesterol e a melhorar a passagem do sangue nas artérias – pode até ajudar a inverter a arteriosclerose!

      • A aliviar o stress e a tensão nervosa.

      • A melhorar naturalmente o sono – sem os efeitos secundários dos comprimidos.

      • A aumentar a capacidade do nosso corpo de eliminar as toxinas.

      • A melhorar o metabolismo – ajuda a evitar e a tratar a diabetes.

      • A fortalecer os ossos e a contrariar a osteoporose.

      • A aumentar a força física dos músculos – os músculos definham e ficam flácidos, quando não são usados com regularidade.

      • A melhorar a postura e a reduzir os problemas das costas.

      • A evitar a palavra mais temida – CANCRO.

      Qual o exercício físico mais conveniente? Caminhar é o exercício ideal. Outras boas actividades são: a natação, o ciclismo, a jardinagem ou mesmo o amanho da terra. Um dos benefícios especiais que as actividades ao ar livre nos proporcionam é que podemos combinar, pelo menos, três dos princípios de saúde: a luz do sol, o ar puro e o exercício.

      Um programa diário de trinta a quarenta minutos é o ideal para se obterem os máximos benefícios. O importante é gostar do exercício que se pratica e praticá-lo de forma regular.

      Cuidados Especiais a Ter com o Exercício:

      1. Comece lentamente e vá progredindo a pouco e pouco.

      2. É melhor fazer exercício antes de comer e não depois.

      3. Tenha um período de aquecimento no início, e de descompressão no final.

      4. Pare imediatamente com o exercício e consulte o seu médico, se sentir qualquer dos seguintes sintomas:

      5. Dor no peito, nos dentes, no queixo, no pescoço ou nos braços;

      6. Dificuldade em respirar;

      7. Sensação de desmaio ou vertigens;

      8. Ritmo cardíaco irregular que persiste durante o exercício e no período de recuperação;

      9. Mal-estar ou inchaço das articulações;

      10. Grande cansaço;

      11. Inexplicável perda de peso;

      12. Náuseas ou vómitos repetidos depois do exercício.

      Um programa de exercício equilibrado e bem planeado é o melhor investimento que pode fazer. Escolha uma actividade que lhe agrade, estabeleça um horário diário e cumpra-o. Divirta-se e sinta-se.

      (http://www.clinicamonteiro.com.br/saude-preventiva/exercicios.html)



      separador amf studio
    • Benefícios da Pimenta
    • pimenta

      Apesar da pimenta ser forte e arder a língua e a boca, ela é ótima para temperar os alimentos.
      Em muitas regiões ela é usada como tempero e como remédio. Além dela ser irresistível e muito saborosa, também contribui com muitos benefícios para o organismo.
      Há alguns anos a pimenta vem sendo mistura a doces e chocolates, tornando ainda melhor o sabor dos doces.
      Sendo assim quem utiliza a pimenta para fins alimentícios está unindo o útil ao agradável.
      A pimenta trás diversos benefícios para a saúde. Uma por dia é o suficiente para adiquirir todos os benefícios.
      A pimenta pode ser misturada em alimentos para temperar pratos saborosos. Ela proporciona um sabor e gosto muito agradável.
      A pimenta acelera o metabolismo, diminuindo os risco de doenças do coração (cardiovasculares), amenizam a incidência de infarto, contribui para a perda de peso, elimina a gordura, diminui a TPM e previne varizes. Quando colocamos pimenta no xampu, ela auxilia no crescimento dos cabelos e ainda contribui na diminuição dos problemas no couro cabeludo.
      Pimenta malagueta possui propriedades antiinflamatórias e antioxidantes. O consumo dela auxilia na melhora das dores de cabeça e ainda enxaquecas. A pimenta que usamos para temperar os alimentos, possui em sua composição inúmeros medicamentos naturais que beneficiam a saúde. Quem adiciona esse vegetal em seus cardápios tende ter uma saúde melhor.
      O principio ativo do vegetal é que dá o gosto picante que transforma o fruto em uma fonte de benefícios para a saúde.

      A capsaina é uma substancia que controla os níveis de glicose no sangue, além de ajudar no tratamento da rinite aumentando a capacidade pulmonar.
      A pimenta surgiu sete mil anos antes de cristo, no México. A pimenta era utilizada para curar os índios.
      É essencial utilizar a pimenta de forma equilibrada e moderada, assim como qualquer outro alimento que for consumido em exagero terá efeito negativo.
      Pessoas que possuem problemas como hemorróidas ou gastrite precisam ter um cuidado redobrado para não causar nenhum tipo de problema para a saúde.

      A pimenta pode curar depressão, enxaqueca, câncer, feridas abertas, gripe e resfriados.

      (http://www.guiabrasilblog.com)

      
      

      separador amf studio

    • 7 Benefícios da Linhaça Dourada
    • linhaça

      A Linhaça é a semente do linho, uma planta fibrosa de onde se extrai material para a indústria de confecções, daí a origem do tecido linho, mas seus benefícios foram além das roupas e a Linhaça acabou virando a queridinhas das prateleiras das lojas de produtos naturais pelos benefícios que proporciona, e os benefícios não são poucos, veja:

      Linhaça – Propriedades

      A Linhaça possui alta concentração de proteínas, minerais e vitaminas entre elas a vitamina E, o ômega-3 e o ômega-6, a isoflavona e o fitoesteróide, mas é importante saber que apenas a Linhaça dourada possui grandes doses desses nutrientes, tornando-se a mais indicada ao consumo

      Linhaça Dourada x Linhaça Marrom

      A Linhaça dourada, proveniente de climas frios, é muito mais rica em ômega-3, ômega-6, ômega-9 e gorduras polinsaturadas além de serem cultivadas sem agrotóxicos, já a Linhaça marrom, mais fácil de encontrar e mais barata, possui pouco ômega-3 e é produzida sem muito rigor, o que a torna menos indicada.

      Linhaça emagrece?

      Se você quer saber se a Linhaça emagrece, a resposta é sim, Linhaça emagrece.

      Por ser rica em fibras, a Linhaça sacia a fome e estimula o intestino, ajudando a emagrecer e de quebra atua na regularização do intestino.

      7 Benefícios da Linhaça Dourada
      1. A vitamina E presente na casca da Linhaça dourada combate o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas;
      2. O ômega-3, ômega- 6, ômega-9 e as gorduras polinsaturadas presentes na Linhaça dourada são poderosos aliados no combate a problemas cardiovasculares, obstrução de artérias e redução do mau colesterol (LDL);
      3. A semente de Linhaça possui grande quantidade de isoflavona, fitoesteróide e lignana que exerce o mesmo papel do estrogênio (hormônio feminino) amenizando a TPM e a menopausa;
      4. A Linhaça por ser rica em fibras, sacia a fome e estimula o intestino, servindo como forte aliada no emagrecimento e na regularização do intestino;
      5. A semente de Linhaça possui componentes anticancerígenos e antioxidantes;
      6. Por ser rica em fibras, a semente de linha é um poderoso desintoxicante;
      7. A Linhaça dourada auxilia no combate a diabetes e a hipertensão;
      Semente de Linhaça x farinha de Linhaça x óleo de Linhaça

      A Linhaça pode ser encontrada e consumida de várias maneiras, mas as mais comuns são a semente de Linhaça triturada, a farinha de Linhaça e o óleo de Linhaça. Os três possuem os mesmos benefícios e a única diferença é a maneira de consumi-los

      A Linhaça triturada é muito utilizada no preparo de bolos e biscoitos, pois seus pequenos pedaços deixam esses alimentos mais crocantes. A Linhaça triturada também é ótimo acompanhamento aos cereais matinais.

      A farinha de Linhaça, muito utilizada por quem faz dieta tanto para emagrecer quanto para engordar, é a semente da Linhaça moída até virar farinha e pode ser consumida misturada a bebidas como sucos e vitaminas.

      O óleo de Linhaça encontrado em cápsulas é uma alternativa aqueles que preferem uma solução rápida, prática e sem gosto, basta ingerir a cápsula de óleo de Linhaça diariamente para obter os mesmos benefícios. (http://www.riodicas.com)


      separador amf studio
    • Quitosana
    • quitosana

      (foto: Eduardo Cesar/Pesquisa Fapesp)

      Quitosana é uma fibra biopolimérica de origem marinha, encontrada principalmente no exoesqueleto de crustáceos, ela vem a ser produzida através da desacetilação da quitina sob temperaturas elevadas. A Quitosana tem inumeras utilidades biotecnológicas, utilizada como componente de carreadores de drogas para a tecnologia de liberação controlada.

      Esta fibra solúvel, com carga elétrica positiva, tem sido muito utilizada com diversos propósitos pela indústria, incluindo a absorção de óleos e gorduras de plantas em tratamento de águas, na saúde e na alimentação.

      Descoberta no século XIX, o uso da quitosana como comida passou a ser difundido somente há poucas décadas, através de cientistas japoneses, foram os primeiros a descobrir os possíveis benefícios da quitosana a alimentação das pessoas. Após anos de estudos os pesquisadores comprovaram que a quitosana atua como ajuda na redução do colesterol, provavelmente devido à diminuição na absorção de lipídeos pelo trato gastrointestinal.

      A quitosana não tem nenhum valor calorico já que não pode ser absorvida. A quitosana pode reter entre 6 a 10 vezes seu peso em gorduras.

      A gordura e a quitosana quando juntadas formam uma massa não digerível, que é excluída através do trato digestivo. Devido a sua carga elétrica, a quitosana pode, seletivamente, absorver gorduras saturadas mesmo em meio aquoso. Assim, toda a gordura que está ligada à quitosana passa através do corpo sem ser absorvida ou retida.

      Acredita-se também que a suplementação com quitosana pode fazer parte da criação de um processo de purificação muito necessário para que se perca peso.

      O uso da quitosana no regime faz com que o organismo guarde menos gordura no corpo. Com pouca gordura sendo absorvida no organismo, o corpo recorre à gordura que está armazenada no corpo para ser queimada. Isso muda as fontes de energia de sua dieta para suas gorduras armazenadas e resulta numa redução de gordura do corpo e de peso. (http://www.dicasdesaude.net/emagrecimento/quitosana/)



      SOHO - Free HTML Template • Alterado por AMF Studio • 2011